O que é o Baby Led Weaning (BLW)?


Comer

 

Baby Led significa guiada pelo bebé  Weaning desmamar, ou seja, o bebé mostra sinais de que está preparado para adicionar novos alimentos além do leite materno ou equivalente. Não significa que o bebé deve ser desmamado,  muito pelo contrário, o leite materno deve ser o principal alimento dos bebés no seu primeiro ano de vida. Por esse motivo não gosto muito do termo em inglês e da respectiva tradução. Mesmo os bebés que não são amamentados beneficiam deste método e, neste caso, o leite artificial deverá constituir a principal fonte de nutrientes do primeiro ano de vida.

O BLW incentiva a autonomia dos bebés durante as refeições.

O termo refere-se a uma alimentação sem a utilização de colheres ou papinhas, guiada pelo bebé. Mas é muito mais do que isso! É uma filosofia de vida, uma maneira de estar. Mais do que não oferecer comida em puré, o BLW pressupõe que as refeições sejam realizadas em família. Sem o “agora vou «despachar» o bebé para depois comermos nós”. A hora da refeição deve ser um momento de convívio, boa disposição, tranquilidade e comunicação em família.

No BLW o bebé está sempre no controlo. A comida é-lhe oferecida e ele escolhe o que come. Os alimentos não lhe são colocados na boca nem nas mãos. As sopas em puré entram no BLW quando a criança tiver a capacidade de manusear a colher e dessa forma conseguir alimentar-se de forma autónoma.

 

  • Recomendado após os 6 meses de idade (ter em atenção a individualidade de cada bebé);
  • A criança escolhe o que come e a quantidade que come;
  • Os pais devem estar atentos aos sinais de que o bebé está preparado para a introdução de alimentos, o que geralmente pode acontecer entre os 6-9 meses*.

*Sinais de que o bebé está preparado para a introdução de alimentos:

  • o bebé consegue ficar sentado com apoio;
  • o bebé consegue agarrar nos alimentos, levá-los à boca e mastigá-los;
  • já desapareceu o reflexo de extrusão da língua.

 

Alguns princípios do BLW

  • Amamentação como base:a fase inicial da alimentação, a partir dos 6 meses, consiste numa experimentação. Desta forma, o leite materno deve continuar a ser a base alimentar do bebé. Os outros alimentos são complementares. O BLW faz muito sentido em bebés amamentados (pois estes já estão habituados a mamar quando têm fome e a ingerir a quantidade de leite que precisam), no entanto, não é uma abordagem exclusiva de bebés amamentados. Qualquer bebé/família tirará imensos benefícios da utilização do BLW. O BLW corresponde à alimentação complementar em horário livre. O BLW permite que os bebés cresçam com uma relação saudável com a comida. Um aspecto importante, em particular nos dias de hoje, em que a obesidade infantil atinge níveis dramáticos.
  • Descoberta da comida:o BLW permite que o bebé utilize o seu desejo de explorar, de experimentar e de imitar as atividades dos outros. Assim, a criança define o ritmo de cada refeição e prepara-se para a transição para os sólidos da forma mais natural possível.
  • Experiência completa:os bebés que comem sozinhos têm mais do que apenas o sabor do alimento para conhecer – experimentam também textura, cor, tamanho e forma. A alimentação infantil através de sopas e papas torna-se bastante monótona. Tudo sabe ao mesmo. E não permite, ao bebé, distinguir o sabor dos alimentos per si.
  • O BLW é baseado no desenvolvimento do bebé durante o primeiro ano. E é muito interessante verificar que é necessário um determinado nível de desenvolvimento neuro-motor para que o bebé se consiga alimentar de forma autónoma.

 

Dicas práticas para começar o BLW

  • Coloque o bebé sentado no colo ou numa cadeira específica.
  • Ofereça o alimento e deixe o bebé livre para manuseá-lo.
  • Comece com alimentos fáceis de agarrar, como palitos de cenoura cozida.
  • Faça com que o bebé participe da refeição familiar.
  • Escolha momentos em que o bebé não esteja cansado ou com fome, para que ele se possa concentrar.
  • Continue a amamentar (ou oferecer o leite artificial como antes). O leite ainda é a principal fonte de nutrientes do bebé, até o primeiro ano de vida. Quando ele precisar de mamar menos, ele vai reduzir por si mesmo.
  • Disponibilize água durante as refeições.
  • Não apresse ou distraia o bebé.
  • Não coloque comida na boca do bebé e não tente convencê-lo ou forçá-lo a comer mais do que ele quer.

Adaptado do livro Baby-led Weaning: Helping Your Baby to Love Good Food, de Gill Rapley.

 

Vantagens:

  • Incentivo à mastigação (importante no desenvolvimento motor da criança);
  • Possibilidade de descobrir cada sabor e descriminar frutas e legumes;
  • Os alimentos mantém propriedades importantes, como as fibras
  • Combate à obesidade infantil (estas crianças são mais propensas a comer de forma saudável e a ter um bom IMC na idade adulta).

 

Desvantagens:

  • Nem todas as crianças vão estar preparadas para o BLW. Os especialistas acreditam que os bebés que são amamentados, por já treinarem a musculatura da boca ao sugar a mama da mãe, aceitam melhor a comida em pedaços. No entanto, quando a introdução dos sólidos ocorre antes do 6.º mês de vida ou antes que a criança se consiga sentar, ela pode ser rejeitada;
  • Nem todos os pais/famílias vão estar preparados para o BLW. Pode gerar insegurança nos pais.

 

Gerir expectativas

Qual a expectativa dos pais? Sentam o bebé à mesa e esperam que ele, logo desde a primeira vez, pegue nos alimentos, leve à boca, mastigue e engula.

O que acontece na realidade?

1.º dia – o bebé nem sequer olha para os alimentos

2.º dia – o bebé olha para os alimentos, agarra e atira para o chão

Próximos dias – a história repete-se

Outros dias – o bebé agarra nos alimentos e leva à boca. Mas a seguir atira para o chão.

Algumas semanas mais tarde – o bebé agarra nos alimentos, leva à boca e mastiga. A seguir deita fora.

Alguns dias depois – o bebé agarra nos alimentos, leva à boca, mastiga e engole.

No final – bebé feliz que aprende a autorregular-se e que cresce com uma boa relação com a comida.

 

A diversificação alimentar poderá ser uma das etapas mais difíceis dos primeiros dois anos de vida da criança. Acima de tudo porque não pontual. É um processo! É um processo que leva meses, não é fácil, não é rápido, mas que vale muito a pena. O meu principal conselho é que tenham muita calma e paciência. E deixem de ter o foco em vós pais e passem a ter o foco no bebé. Confiem e respeitem o vosso filho.


Um comentário

Um comentário

  1. O bebé sabe | BLW - Vamos Começar - Como? - O bebé sabe comentou:

    21 Janeiro, 2017 às 18:01

    […] O bebé está pronto para iniciar a alimentação complementar, a família pretende utilizar o método Baby Led Weaning (BLW) e agora como vão fazer isso? […]

Deixe um comentário

Anterior Próximo