Método de Suplementação “Terminar na Mama”


Mamar

A sabedoria popular diz que os biberões devem ser dados apenas depois de oferecida a mama, de forma a que o bebé mame activamente para remover a maior parte do leite. Há 14 anos que é esta a recomendação que faço às mães que precisam oferecer suplemento aos seus bebés. Contudo, um bebé com fome poderá ter menos paciência para uma mama com pouco leite e pode recusar a mama antes de ter retirado todo o seu leite. É como se eles soubessem que estão ali a "perder tempo" e que de seguida o biberão vai chegar e é tudo muito mais fácil. Como resultado, o bebé vai ingerir quantidades cada vez maiores de leite pelo biberão e a produção de leite diminui, exigindo ainda mais suplementos. Este efeito em espiral descendente é a razão pela qual a oferta de leite artificial por tetina tem tão má reputação.

Christina Smillie, MD, IBCLC, sugere uma forma alternativa que ela denomina de método de suplementação de biberão "terminar na mama". Na sua prática clínica observou que os bebés que satisfazem a sua fome e sede inicial através do biberão têm mais paciência alimentando-se, posteriormente, na mama. Ela começou a sugerir que as mães oferecessem uma quantidade limitada de suplemento antes da amamentação e "descobriu" que os bebés mamavam mais, mesmo que o fluxo fosse lento, removendo mais leite e aumentando a produção de leite.

Outro grande aspecto do método "terminar na mama" é que o bebé aprende a associar a euforia da plenitude/saciedade com a mama em vez do biberão, enquanto a mãe obtém a satisfação de ter um bebé satisfeito a adormecer na mama. Quando acontece o contrário, pode ser desanimador e minar a confiança da mãe, até ao ponto de ela amamentar cada vez menos.

A chave para esta técnica é oferecer cerca de 7 a 15 ml a menos por biberão em relação à quantidade que o bebé geralmente precisa ou ingere. Se for oferecido demasiado, o bebé não estará com fome suficiente para se alimentar bem ou por muito tempo na mama. Se for oferecida uma quantidade muito reduzida, ele pode não ter paciência para mamar. Quando o bebé parecer relaxado ou terminar o biberão, o que ocorrer primeiro, a mãe deve colocá-lo na mama. Se ele parece insatisfeito após a amamentação, a mãe deve oferecer mais suplemento mas deve certificar-se que o bebé termina na mama, mesmo que só por um ou dois minutos. Pode demorar alguns dias de tentativa e erro até a mãe conseguir determinar qual a melhor quantidade.

É importante que a mãe seja flexível e observe a linguagem corporal do bebé para que possa responder às flutuações normais na sua produção. Pode acontecer, por exemplo, oferecer menos suplementos (ou nenhuns!) durante a noite e de manhã, mas no final da tarde/início da noite precisar de oferecer mais. Isto é bom e normal e ocorre como consequência das flutuações normais na produção do leite. Como a oferta aumenta, a mãe será capaz de diminuir a quantidade oferecida, pouco a pouco. O grau em que este método pode aumentar a produção de leite depende da razão da diminuição da produção. Se a causa for secundária, é provável que responda melhor a esta técnica do que se a causa for primária. Mas de qualquer forma, este método pode funcionar bem para incentivar o bebé a mamar tanto e tão eficazmente quanto possível.

 

Excerto retirado "The Breastfeeding Mother's Guide to Make More Milk"de Diana West, IBCLC e Lisa Marasco, IBCLC, 2008.

Um livro que recomendo muito a quem trabalha com mães e bebés, no apoio à amamentação. Igualmente interessante para quem quer saber mais sobre este tema que é "um mundo". Um livro para ir lendo devagarinho.


2 comentários

2 comentários

  1. Cláudia Rodrigues comentou:

    6 Fevereiro, 2017 às 10:48

    Se me permite acho que seria bom falar de outras possibilidades de dar suplemento como o copinho, colher ou sonda. Muitas mulheres desconhecem e pensão que o biberão é a única solução.

  2. Marília Pereira comentou:

    6 Fevereiro, 2017 às 15:41

    Olá Cláudia! Obrigada pelo seu comentário. 100% de acordo, aliás esse é o tema para outros artigos que estou a preparar 😉

Deixe um comentário

Anterior Próximo